O mercado imobiliário na Grande Vitória começa a apresentar sinais de recuperação. Pesquisa de Previsão de Lançamentos realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-ES) com empresários do setor apurou que a expectativa de lançamentos para 2018 é a maior dos últimos quatro anos no segmento residencial. O perfil predominante dos lançamentos é de imóvel enquadrado no programa Minha Casa Minha Vida, para os municípios da Serra e Vila Velha.

Além da pesquisa de Previsão de Lançamentos, outro dado que reforça essa recuperação está no 32º Censo Imobiliário do Sinduscon-ES que revela um aumento no número de lançamentos de imóveis. No período de janeiro de 2017 a junho de 2017, foram lançadas 1.754 unidades (residenciais e comerciais), ao passo que no mesmo período foram concluídas 1.197 unidades. Nos três últimos censos, o número de unidades concluídas era superior ao de lançamentos.

E uma das surpresas é que a Serra detém o maior número das unidades lançadas no primeiro semestre do ano passado: 960 do total de 1.754, seguida por Vila Velha com 539. O posto de maior canteiro de obra do Estado permanece com Vila Velha, que possui 6.726 (53,81%) unidades em construção, do total de 12.500 levantadas no 32º Censo do Sinduscon-ES. Do total de unidades em construção, 10.621 são residenciais e 1.879 são comerciais. Sendo que 62% de todas as unidades já foram vendidas.

O fato do número de unidades lançadas superar o número de unidades entregues demonstra que houve uma redução no estoque de unidades à venda e que as empresas começam a preparar seus lançamentos, confiantes na redução das taxas de juros e no aumento da oferta de crédito, explica o diretor de Economia e Estatística do Sinduscon-ES, Eduardo Borges.

Do total de unidades em construção, lideram os apartamentos de dois quartos (7.080 unidades). Outro dado que o censo apresenta é que 40% das unidades em construção estão na fase de estrutura, 24% acabamento, 20% na planta e 16% na fundação.

O Censo Imobiliário, realizado pelo Sinduscon-ES, faz um levantamento semestral dos empreendimentos em construção e à venda com área de construção superior a 800 metros quadrados.

Entraves

A pesquisa feita pelo Sinduscon-ES também questiona os empresários sobre os principais motivos que os levam a não realizar maior quantidade de lançamentos nos municípios da Grande Vitória.

Preço dos imóveis está muito baixo com relação aos custos de produção foi um dos motivos apresentados pelos empresários para não lançar em Vila Velha, Viana e Guarapari. Outro entrave é a instabilidade econômica, mas com a redução da taxa de juros e dos estoques, surge uma leve percepção otimista, corroborado pela pesquisa de previsão de lançamentos.

Por: Kikina Sessa 

Imprimir