“Espírito Santo” tem coordenação de Antônio de Pádua Gurgel e conta a história do Estado desde a chegada de Vasco Fernandes Coutinho

 

Capa do livro “Espírito Santo”, de Antônio de Pádua Ferreira Gurgel

O Salão da Indústria da Findes será palco do coquetel de lançamento do livro “Espírito Santo”, de Antônio de Pádua Ferreira Gurgel, no dia 20 de maio, às 19 horas. A publicação conta a história e a cultura do Espírito Santo a partir de 1501.

“Além de servir como fonte de pesquisa, o livro pode ser utilizado para divulgar o Espírito Santo dentro e fora do Brasil, auxiliando inclusive no processo de atração de turistas e investimentos”, revela Antônio.

Muito mais do que a história do Estado, contada desde a chegada do primeiro donatário, Vasco Fernandes Coutinho, o livro traz detalhes interessantes sobre a construção social, econômica e cultural da sociedade capixaba, como um detalhado mapa das capitanias hereditárias, no qual se pode ver que a Capitania do Espírito Santo incluía terras que hoje pertencem aos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Goiás; o processo de fabricação da panela de barro; os principais pratos da culinária local, com destaque para a moqueca de peixe, a torta capixaba e outros; as festas populares como a da Penha, do Mastro e de São Benedito.

O evento deve contar com a presença do presidente da Findes, Léo de Castro; do governador, Renato Casagrande; do secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra; do secretário especial de Cultura, Henrique Medeiros Pires; de deputados federais e estaduais, de empresários e de produtores culturais

Sobre o coordenador

Antônio de Pádua Gurgel idealiza, elabora, supervisiona e executa projetos literários

Antônio de Pádua Ferreira Gurgel idealiza, elabora, supervisiona e executa projetos. Entre outros livros, publicou “O senhor das orquídeas”, “Trilhos do Brasil”, “Vila Velha” (em português e inglês), “O menino da Ilha”, “O Brasil vai às urnas – retrato da campanha presidencial de 1989”, “A rebelião dos estudantes – Brasília”, “1968” e “Jornal da década de 70”. Coordena a coleção “Grandes Nomes do Espírito Santo,” que já publicou mais de 30 livros, incluindo “Rubem Braga”, “Nara Leão”, “Maysa”, “Padre José de Anchieta”, “Augusto Ruschi” e outros.

Sinopse do livro

Em 13 de dezembro de 1501, o território capixaba foi avistado pelo navegador português Nuno Leal, enviado à “Terra de Santa Cruz” logo após o rei D. João III receber a comunicação de que Cabral a “descobrira”. Ao contar a história desta parte do Brasil, é inevitável falar sobre a sua economia. A própria palavra “capixaba” significa “roça de milho” – isto é, uma atividade agrícola. Com o passar do tempo, a economia capixaba vem se modernizando cada vez mais, possuindo o maior complexo portuário da América Latina, que movimenta cargas como minério de ferro, placas de aço, celulose, mármore, granito, grãos e veículos, entre outras. Além disso, o patrimônio histórico, a riqueza cultural e as próprias características do belíssimo território capixaba são irrecusáveis convites a turistas de todas as partes do mundo, como poderá ser visto aqui.

Serviço

Lançamento Livro “Espírito Santo”, de Antônio de Pádua Ferreira Gurgel

Quando: 20/05
Horário: 19h
Onde: Salão da Indústria, na Findes

Por Fiorella Gomes

Imprimir