O programa Startup Indústria, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), foi lançado oficialmente no Estado em evento realizado na Findes

O Centro da Indústria do Espírito Santo (Cindes), entidade do Sistema Findes, promoveu na última sexta-feira (05), o “Roadshow ABDI & Cindes – Conecte sua indústria a novas ideias e soluções”, evento que teve como objetivo aproximar o setor empresarial capixaba da possibilidade de receber investimentos ou soluções em inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDic). Na ocasião, foi apresentado oficialmente a empresários e desenvolvedores de tecnologias locais o programa Startup Indústria, que visa a promover o ambiente de negócios entre startups e indústrias, atuando com foco em ações de integração digital das diferentes etapas da cadeia de valor dos produtos industriais.

A iniciativa de trazer o programa para o Espírito Santo surgiu de uma aproximação feita pelo Cindes com a ABDI durante o Meeting de Lideranças Industriais, promovido pela Findes no ano passado, em Pedra Azul. “Após alguns outros encontros, tive a oportunidade de ser muito bem recebido pelo presidente da ABDI, Luiz Augusto de Souza Ferreira, na sede da entidade”, explicou o presidente do Cindes Jovem, Vitor Lomba, durante a abertura do evento. “A princípio, o Espírito Santo não fazia parte do planejamento estratégico da ABDI. Contudo, após esse encontro, conseguimos inserir o nosso Estado nas ações da entidade”, completou Lomba.

Em seguida, o presidente do Conselho Temático de Política Industrial e Inovação Tecnológica (Conptec) da Findes, Franco Machado, ressaltou a importância de os empreendedores capixabas participarem de programas como o Startup Indústria. “Até uma década atrás, a lista das 10 maiores empresas do planeta era formada, em sua maioria, por representantes do setor de petróleo e gás, denotando a força que esse segmento ainda detinha na economia mundial. Contudo, se você olhar essa mesma lista hoje, perceberá que empresas totalmente ligadas à inovação tecnológica dominam esse ranking, tais como Apple, Microsoft, Amazon e Google. As maiores empresas de 10 anos atrás ainda são muito fortes, mas aquelas que não investiram em inovação acabaram ficando para trás. Portanto, é de suma importância que os empresários capixabas se inscrevam em programas como o Startup Indústria”, disse Machado.

O evento prosseguiu com a apresentação do analista de projetos sênior da Gerência de Inovação da ADBI, Rodrigo Rodrigues, que forneceu todos os detalhes a respeito do programa Startup Indústria. “O edital é muito simples. O nosso foco não é desenvolver startups, mas sim aproximá-las das indústrias locais, oferecendo um ambiente para que sejam desenvolvidas soluções tecnológicas para o setor industrial brasileiro”, explicou Rodrigues. “No total, selecionaremos 10 indústrias, 100 startups e 20 instituições de apoio. Uma indústria pode se conectar com até quatro startups e duas instituições. A ABDI faz o acompanhamento dos processos, sem interferir na relação comercial, que será decidida entre os participantes”, completou o representante da ABDI.

Por Fabio Martins

Imprimir